Bancários protestam no Banco Central
Matérias

Bancários de todos os estados do Brasil deslocaram-se em comitivas até Brasília para protestar contra o Banco Central. O ato, realizado em frente à sede do BC na manhã desta terça-feira 16, denunciou à população as resoluções editadas pela instituição, que precarizam o trabalho bancário.

O presidente do Sindicato Nilton Damião e o diretor Marcus Vinicius participaram do ato, que culminou com a lavagem das escadarias do BC, com a participação de cerca de 700 trabalhadores.

Os trabalhadores denunciavam que estavam diante de um órgão público que tem defendido os interesses privados do setor financeiro. Um dos setores que mais lucra no país e que por isso mesmo deveria dar exemplo criando empregos, mas que está terceirizando e precarizando o trabalho, e faz isso com ajuda do Banco Central.

A ampliação das funções dos correspondentes bancários prejudica não só os trabalhadores do setor financeiro, mas também a população. Aumentar os número de correspondentes não tem a ver com inclusão bancária, tem a ver com má qualidade dos serviços, com falta de segurança, com trabalhadores sem direitos.

A postura do BC que leva em conta interesses dos banqueiros tem de ser criticada.

O movimento dos trabalhadores bancários está solicitando uma audiência com a presidenta Dilma Rousseff para discutir a postura do BC e pressionar pela realização de uma Conferência Nacional sobre o Sistema Financeiro, nos moldes de outras realizadas pelo governo federal.

Durante a manifestação, os bancários anunciaram a ida  à audiência pública sobre correspondentes bancários, marcada para a tarde de terça, mobilizados em defesa da inclusão bancária de toda a sociedade.
 

Leia +
Novidades 03
ASSÉDIO MORAL
Trabuco ganhou 394 vezes mais do que um bancário do Bradesco em 2010
TARIFAS BANCÁRIAS
Brasil cria 140 mil novos empregos em julho
Dieese diz que 84% dos acordos tiveram aumento real no primeiro semestre
Bancos estão no topo da lista dos mais reclamados, aponta Procon-SP
Endereço:
Rua Doutor Walmir Peçanha, 64, sala 301/303
Centro - Três Rios/RJ


Ligue:
24 2252 0615